ArbitragemMatérias

Santa Catarina inova e leva árbitro da década de 70 para a sua pré-temporada remota

Com divulgação de relatório para inglês ver, estado está no topo do país com polêmicas de arbitragem protagonizadas por pelo menos três dos seus principais árbitros

Árbitros e auxiliares de Santa Catarina participam ao longo dessa semana de um encontro virtual em preparação para o estadual 2022. Pouco atrativo, o torneio começa no próximo dia 23 de Janeiro tendo como protagonista a arbitragem. Comandado pelo ex-presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Marco Martins, o setor há tempos sofre com as dificuldades oriundas das escolhas feitas pelo dirigente catarinense responsável, por exemplo, pela “acensão” do talentoso Rafael Tracci no apito brasileiro.

E no encontro virtual deste ano a grande atração foi a participação do ex-árbitro Arnaldo César Coelho. No auge da carreira há quase 40 anos, o carioca levou o que há de mais moderno para o evento que contou também com a presença da comissão liderada pelo ex-sindicalista. Dissertando sobre a “autoridade do árbitro no campo de jogo”, Arnaldo lembrou detalhes do período em que atuou, levando sua experiência aos mais jovens.

Ainda nesta semana, a Federação Catarinense de Futebol (FCF), divulgou também, através do seu Departamento de Arbitragem um relatório com erros de pontuação e concordância exaltando algo que na prática não existe. O “destaque” anunciado em uma das páginas acaba sendo negativo sobretudo pelas polêmicas em que alguns árbitros do quadro se envolveram em 2021. E não foram poucas.

Embora invista no setor, o presidente Rubens Angellotti parece ter lavado as mãos ao terceirizar uma de suas principais pastas. Mesmo não sendo conhecedor do assunto, sua experiência no futebol deveria servir de alerta contra  documentos fantasiosos que não coadunam com os resultados que se vê no campo de jogo.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios