ArbitragemDestaque

Perto de ser demitido, Sérgio Corrêa surta e ameaça imprensa: “Vou te processar”

Dirigente responsável pelo fracasso do VAR no Brasil, há 14 anos se mantém no poder beneficiando amigos; criando números fantasiosos; perseguindo quem não lê em sua cartilha; e ameaçando de processo quem o critica

Ele é um dos dirigentes esportivos mais odiados do Brasil, mas sabe-se lá por qual motivo, enquanto diversas pessoas são demitidos da CBF, e até presidentes destituídos do poder, há 14 anos o ex-sindicalista Sérgio Corrêa lá se mantém, mesmo custando caro aos cofres da entidade – que segundo informações não oficiais – estaria pagando mensalmente a bagatela de R$ 35 mil para que pouco ou nenhum resultado sua ultrapassada permanência traga para o futebol.

Depois de ter protagonizado escândalos pessoais em sua passagem pela arbitragem como amplamente divulgado pela mídia, o dirigente que ao que tudo indica deverá ser demitido da CBF no fim desta temporada, resolveu ameaçar a reportagem da Tribuna do Apito, após relembrarmos não só seu fracasso como gestor em suas duas passagens pela presidência da comissão, mas também o affair que ele manteve, mesmo sendo casado, com uma ex-árbitra de Minas Gerais, indo na contramão das rigorosas regras de compliance da CBF.

A intimidação encaminhada à nossa redação você confere abaixo, bem como a resposta que lhe foi dada:

Como se não bastasse tudo isso, o tom agressivo de Corrêa se justifica pelo péssimo momento que a arbitragem brasileira vive. Custando à CBF algo na casa dos R$ 334 mil reais mensais, as 23 pessoas que fazem parte da comissão seguem atuando sem fazer com que todo o investimento feito fora dos campos, se traduza em resultados positivos dentro dele.

Nesta semana, na Granja Comary, com medo de serem demitidos, membros da comissão se reuniram, sob a supervisão de Corrêa, para acredite: MONTAREM UM PROJETO PARA A ARBITRAGEM BRASILEIRA, algo que essas pessoas que há quase 20 anos estão no poder, até então não haviam feito.

Segundo fontes da Tribuna, o encontro visa fortalecer o nome do ex-advogado da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Giuliano Bozzano, para o comando da arbitragem, algo que se esfarela pela forte ligação que o magistrado possui com o fracassado grupo que aí está.

Além dos altos salários, a CBF, para alguns, ainda custeia moradia. A maioria mora em condomínios de luxo da Barra da Tijuca, região nobre do Rio, como o próprio Sérgio Corrêa, e a secretária da Escola Nacional de Arbitragem que entre as suas particularidades serve, apenas, para enviar papéis para as federações já que não forma e não possui alunos, que além dos R$ 13 mil mensais de salário, informação não oficial, também foi agraciada com esse benefício.

A continuidade de Sérgio Corrêa na CBF é resultado de uma categoria desunida que se presta ao papel de estar em uma piscina, gritando, a mando dele, por seu nome. Foi exatamente isso o que aconteceu durante um dos inúmeros cursos em Águas de Lindóia, também bancado pela CBF, em que árbitros e auxiliares se prestaram a esse papel como você pode conferir clicando no link abaixo.

IMG_0823

A ameaça de Sérgio Corrêa ao direito de imprensa comprova que Ednaldo Rodrigues precisa tomar uma atitude antes que o VAR faça a CBF parar nas páginas policiais. É no mínimo estranho um dirigente com a imagem tão arranhada permanecer por tantos anos no poder, enquanto diversos outros ficaram pelo caminho.

Nós procuramos o presidente da CBF para falar sobre o caso, mas ele não foi encontrado. Segundo interlocutores, uma mudança radical será realizada na arbitragem esse ano e a maior expectativa não é em relação ao nome do novo presidente da comissão nacional, mas quanto ao esperado anúncio das quedas tanto de Sérgio Corrêa, quanto de Alício Pena Júnior que fizeram a arbitragem brasileira se ajoelhar em um protesto que só serviu para afundar cada vez mais a categoria.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios