ArbitragemMatérias

Árbitros que não deram certo no Rio atrapalham processo de renovação na CBF

Aos 35 anos, Philip Bennett está há 10 anos no quadro nacional, nunca apitou jogos importantes, mas ‘segue firme na CBF fazendo reservas no Sub-17

Qual a justificativa para se manter no quadro nacional um árbitro de quase 40 anos, classificado “C e D”, que está há 10 anos na CBF, quase ou praticamente não apita e ainda é designado para fazer reservas no Brasileiro Sub-17? Essa é a pergunta que a comissão de arbitragem do Rio de Janeiro precisa responder aos diversos outros profissionais que ficaram e que ainda ficarão para trás em razão de personagens como esse.

O Rio de Janeiro tem tradição no estímulo a arbitragem. Foi dessa forma que o estado revelou nomes como Luís Antônio Silva Santos, Gutemberg Fonseca, Ubiraci Damásio, Edilson Soares, Wagner Tardelli e diversos outros profissionais que durante anos fizeram história no futebol protagonizando atuações de alto nível que fizeram com que os mais jovens os buscassem como parâmetro.

Mas o tempo passou e parece que o Rio de Janeiro resolveu apostar no “menos do mesmo”, e Philip Benett não é o único nessa situação. Fazendo uma análise no portal da CBF é possível ver que outros profissionais seguem essa mesma tendência. Não apitam no Rio jogos nem do baixo clero, mas seguem firmes no quadro nacional atrapalhando o processo de renovação apenas para receber os uniformes que a entidade os oferece.

No quadro feminino, por exemplo, há profissionais no Rio de Janeiro como a fraca assistente Beatriz Geraldini que não possuem perfil para o ofício de arbitrar. Com esse panorama diante do corpo técnico da FFERJ que já identificou essa dificuldade, é possível que no próximo ano novos profissionais sejam promovidos para que a arbitragem carioca possa reencontrar a sua identidade.

Embora não fale publicamente sobre o assunto, interlocutores de José Carlos Santiago, presidente da comissão, atestam que para a próxima temporada as mudanças serão radicais, não só entre árbitros, como também, entre os auxiliares de todo o quadro e categorias.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios