ArbitragemDestaque

Alício Pena Júnior e Sérgio Corrêa: quando o oportunismo tem nome e sobrenome

Dirigentes da CBF que desaparecem quando a arbitragem é atropelada por críticas em todo país, “posam” para fotos com os profissionais que fizeram um grande trabalho na final da Copa do Brasil

São Paulo – Árbitros e auxiliares de muitos estados brasileiros encaminharam na manhã desta segunda (08), para a Tribuna do Apito, uma imagem que vale mais do que mil palavras. Mas antes de irmos a ela, é importante relembrar que no fim da década de dois mil, o então presidente da comissão nacional de arbitragem, Sérgio Corrêa, arrancou da FIFA o então árbitro mineiro, Alício Pena Júnior, que ao longo de sua história tinha uma capacidade enorme de fazer amigos, ao contrário do que passou ocorrer desde que foi contratato, pelo mesmo Corrêa, para trabalhar em sua comissão.

Criador e criatura desde então passaram a atuar juntos em um dos tantos cargos que Sérgio conseguiu empregar amigos e, no caso de Alício, até aquele momento, desafetos. Desde então, o mineiro passou a seguir os mesmos passos de seu padrinho político, assumindo um protagonismo negativo que faz com que até hoje árbitros e, principalmente, presidentes de comissão tenham por ele um altíssimo nível de rejeição.

Na decisão da Copa do Brasil, como se não bastasse o absurdo assinado por Leonardo Gaciba que homologou a “escala da vergonha” com membros da comissão nos mais variados cargos que foram criados mesmo em tempos de pandemia, logo que terminou o jogo, Pena Júnior e Corrêa, afilhado e padrinho político, fizeram questão de descer até o campo para registrarem o épico momento. Ambos apareceram na foto com os árbitros, ao contrário dos treinadores que quando ganham algum título, respeitam o momento dos atletas e deixam com que apenas eles apareçam.

Nem mesmo o bom exemplo do presidente da CBF, Rogério Caboclo, foi seguido. Logo que entregou o troféu ao capitão palmeirense, equipe campeã do torneio, o dirigente se afastou para que as verdadeiras estrelas do jogo pudessem brilhar. Enquanto isso, Alício e Sérgio fizeram um verdadeiro teste físico para saírem na foto, já que Leonardo Gaciba que corretamente tanta crítica recebeu pelo esfacelamento de sua gestão ao longo das duas temporadas em que gere a arbitragem, optou por assistir a tudo isso calado.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios