ArbitragemDestaque

Querido e respeitado por todos, José Carlos Santiago muda cenário na arbitragem carioca

Facilidade na articulação política, boa relação institucional com os dirigentes e apoio total de Rubens Lopes facilitam gestão por excelência feita pelo ex-árbitro na FFERJ

Rio – Ele assumiu a arbitragem carioca com o desafio de ser o protagonista de uma das pastas mais cobiçadas do país. Ex-árbitro entre os mais conceituados da história recente do futebol nacional, José Carlos Santiago é um personagem que consegue agradar a todos, seja pela simpatia e leveza como conduz o seu trabalho, mas também pelo conhecimento adquirido em anos de carreira fazendo a regra ser cumprida.

Homem de confiança do presidente Rubens Lopes, presidente da Federação de Futebol do Rio, coube ao ex-árbitro assumir a comissão com a missão de renovar o quadro, sem esquecer dos medalhões que até hoje fazem a diferença no campo de jogo. E foi justamente isso o que ele fez, basta ver que o desempenho dos árbitros no campeonato carioca deste ano foi acima do que era esperado, como se todo o quadro corresse por ele.

Durante muitos anos a arbitragem do Rio sofreu na pele o desgaste ocasionado por desentendimentos políticos entre dirigentes da CBF, e da própria FFERJ. Esse embate que por muitas vezes se tornou público, além de não agregar nada, infelizmente acabou afetando muitos árbitros que, perseguidos por serem do Rio de Janeiro, acabaram não tendo o seu trabalho valorizado quanto mereciam.

A chegada de José Carlos Santiago ao comando da arbitragem carioca pôs fim a esse cenário que hoje faz parte do passado. Com uma gestão técnica, voltada a beneficiar quem treina e se dedica, basta ver o desempenho do quadro profissional no último estadual para constatar que a mudança foi radical. Apostando em novos nomes contribuindo para que árbitros em ascensão profissional possam atuar nos principais jogos, Santiago vai estimulando a categoria a se dedicar cada vez mais.

Um dos avanços de sua gestão, além do poder de articulação política, o que facilita a vida do presidente Rubens Lopes, é o respeito que árbitros, auxiliares, instrutores e até ex-árbitros têm por ele. Com a autoridade de quem não precisa ser autoritário para conduzir a comissão, José Carlos Santiago segue atuando buscando cada vez mais implementar uma nova filosofia de trabalho no Rio de Janeiro, fator que comprova o acerto do presidente da FFERJ ao escolhê-lo.

Celeiro na formação de grandes árbitros para o futebol brasileiro, o Rio de Janeiro segue sendo um dos estados que mais investem no segmento no país. Seja na contratação de pessoal, na formação de novos árbitros ou na qualidade dos treinamentos contínuos, apitar pela FEERJ traduz o sentimento de muitos profissionais que buscam o sucesso no esporte através de uma carreira que na gestão José Carlos Santiago é respeitada e valorizada, quesitos que fazem a diferença na trajetória profissional de qualquer desportista.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios