ArbitragemMatérias

Flamengo vence o Coritiba, mas arbitragem de Rodrigo D’Alonso empobrece o jogo

Árbitro de Santa Catarina deixa de marcar pênalti a favor do time carioca e estreia mal no Brasileirão 2020

Paraná – O jogo tinha todos os ingredientes para ser tenso, tendo em vista que o Flamengo, atual campeão brasileiro perdeu nas duas primeiras rodadas do torneio. Mesmo sabendo disso, a comissão nacional de arbitragem assumiu o desafio de designar o árbitro paulista, mas que atua em Santa Catarina, Rodrigo D’Alonso, para conduzir a partida. E, ao contrário do que se viu durante a sua performance no estadual deste ano, mas que membros da comissão já sabiam, o árbitro do jogo entrou em campo mais preocupado com o penteado que norteava suas arrumadas madeixas do que propriamente em apitar.

Embora tenha um bom preparo físico, mesmo aos 37 anos de idade, D’Alonso é um profissional que quando o jogo precisa da presença imponente do árbitro, ele some. Pelo menos foi assim que se apresentou esta noite no Couto Pereira estreando mal no Brasileirão 2020. Além de ter sérias dificuldades em se posicionar adequadamente no campo de jogo explorando repetidamente o “meio do campo”, apresentou dificuldades na parte disciplinar contemporizando em alguns momentos.

No segundo tempo, deixou de marcar um pênalti claro a favor do Flamengo que nem mesmo o VAR, conduzido pelo potiguar Caio Max, outro profissional que começou o ano muito mal, conseguiu detectar a irregularidade. Embora a CBF invista milhões de reais na ferramenta seja com na atualização de instrumentos ou no pagamento das taxas dos analistas que a cada rodada viajam o Brasil graças a ele, nem sempre sua eficácia é satisfatória.

O auxiliar da FIFA, kléber Gil, esta noite também não foi bem. Lento e sem explosão, marcou equivocadamente o único impedimento que assinalou na partida, ao contrário de Helton Nunes, este sim que deu um verdadeiro show. Anulou corretamente um gol do Flamengo com a precisão de quem tem talento e assinalou corretamente um impedimento assinalado.

Mesmo com o erro, se a comissão de árbitros da CBF mantiver o critério de premiar quem não vai bem, Rodrigo D’Alonso e Kléber Gil podem ficar tranquilos, pois certamente voltarão às escalas na 6ª rodada da competição.

O Flamengo venceu o Coritiba por 1 a 0 e, com isso, garantiu os primeiros três pontos na tabela.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios