ArbitragemDestaque

Chefe da arbitragem paraense é demitido após reprovação na prova de regras da CBF

Leandro Bratti foi desligado da Federação Paraense de Futebol pelo presidente Edélcio Torres que reconduziu Lúcio Ipojucan ao cargo

Pará – O ex-árbitro Leandro Bratti não é mais diretor de arbitragem da Federação Paraense de Futebol (FPF). A decisão foi tomada ontem pelo presidente da entidade, Adélcio Torres, com a justificativa do alto custo para manter o agora ex-chefe do apito paraense morando no estado. O dirigente foi avisado há pouco por interlocutores do presidente que, em seguida, telefonou para Lúcio Ipojucan convidando para reassumir a CEAF.

Em pouco mais de cinco meses no cargo, Bratti não conseguiu implantar uma filosofia de trabalho que pudesse melhorar o nível da arbitragem paraense. Um dos fatores foi a escolha de árbitros de outros estados para conduzirem o clássico entre Remo x Paysandu, ainda na primeira fase do campeonato estadual, decisão que desagradou parte da categoria que não concorda com esse tipo de expediente.

Além disso, o ex-presidente da comissão teve a imagem desgastada após ter sido reprovado na prova de regras aplicada pela CBF e, como punição, acabou sendo afastado das escalas nacionais em que desempenhava a função de assessor. Segundo fontes da Tribuna do Apito, no Pará, esse teria sido um dos principais fatores que fizeram com que sua demissão acontecesse.

Com a missão de resgatar o equilíbrio e a credibilidade da arbitragem paraense, o ex-auxiliar da CBF, Lúcio Ipojucan, retorna ao comando da pasta com um desafiador trabalho pela frente. A saída de Dewson Freitas do quadro internacional e a falta de opções utilizadas pela CBF, serão alguns embaraços que o novo presidente terá pela frente para saber administrar.

Com a demissão de Leandro Bratti, Edélcio Torres assume publicamente o erro que cometeu ao contratar um profissional de outro estado, sem nenhuma justificativa tendo em vista a vasta lista de profissionais capacitados que o estado do Pará possui, para comandar a sua principal pasta. O descrédito do dirigente paraense com a história da arbitragem de seu estado, ao que tudo indica, aos poucos vai sendo corrigido, mesmo assim, essa é a quinta troca no comando da arbitragem paraense em sua gestão.

Há pouco, através de um aplicativo de mensagens, Leandro se despediu da arbitragem paraense.

“Venho aqui, comunicar a minha saída da Comissão de Arbitragem do Pará, onde exerci a função de presidente do departamento por 5 meses. Foram 8 rodadas, 40 escalas onde todos se empenharam o máximo para realizar uma excelente arbitragem durante o transcorrer da competição, estão todos de parabéns!

Gostaria de agradecer em especial ao Sr. Presidente da FPF, Adelcio Torres, ao Vice Presidente Maurício Bororo e ao Diretor de Futebol do Interior, Mário Ferreira Santana (grande incentivador pelo meu retorno a Belém), demais diretores e funcionários da casa do futebol paraense. Novos projetos e novos rumos me aguardam, desejo a todos um forte abraço.

Um agradecimento especial a todos os árbitros/assistentes do quadro da CBF e FPF, aos instrutores físicos (Abelardo e Gleika), nossa psicóloga Drª. Aryadhy que acreditaram no meu trabalho e numa arbitragem mais transparente e de oportunidades.

Iniciamos um trabalho de renovação na Arbitragem Paraense e espero que continuem esse trabalho para colherem bons frutos futuramente.

Aos meus amigos, estarei sempre aqui para ajuda-los quando precisarem. Até breve, se assim Deus assim permitir, se cuidem”.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios